Também é muito importante planejar as operações de limpeza da área após a demolição real.

A grande multiplicidade de precauções é necessária para
garantir que nem mesmo os menores detritos possam acabar nas estradas ou
outras superfícies e objetos, afetando a segurança e a limpeza da área afetada.
Por isso, é essencial garantir a proteção de estradas, vias navegáveis e todas
as áreas circundantes.
Muitas vezes, o tempo para o projeto e planejamento adequados é subestimado,
acreditando que é apenas uma perda de tempo inútil. Pelo contrário, esta é
precisamente a fase mais delicada e crítica em que todos os cenários possíveis
podem ser considerados e estudados extensivamente, para que durante o
processamento real não haja margem de erro e não se tenha que confiar na
improvisação.
Neste estudo, foi feito um primeiro levantamento das técnicas de demolição
existentes, controladas ou não, enumerando as suas vantagens e desvantagens,
para depois passar, no terceiro capítulo, à descrição detalhada das técnicas de
demolição controlada, focando-se em particular na utilização de explosivos e
examinando as diversas metodologias e aplicações.
Em particular, a teoria sustenta seu uso do uso de explosivos como técnica de
demolição, desde o dimensionamento das cargas nos diversos casos de uso, até
o cálculo e prevenção de possíveis efeitos indesejáveis. Por fim, no quarto
capítulo, a teoria foi colocada em prática em um exemplo de aplicação,
desenvolvendo todas as fases que antecedem o ato de demolição propriamente
dito, desde as fases de pré-projeto de coleta dos dados necessários. Demolidora Fbi demolidora em santo andre